Teste Despiste de Infeções Urinárias

A infeção urinária é uma das infeções bacterianas mais frequentes, afetando sobretudo o género feminino. Na Farmácia Central é feito o teste para deteção da infeção urinária.

A farmácia tem disponível o recipiente para fazer a recolha da urina. Os resultados são obtidos na hora.

Recolha da Urina

A recolha da urina, idealmente, deve ser feita pelo utente em casa, deslocando-se em seguida à farmácia.

A infeção urinária é mais frequente no género feminino devido à maior proximidade da uretra ao ânus facilitando a passagem de algumas bactérias desta zona para a uretra e ao menor comprimento da uretra feminina em relação à masculina, desta forma as bactérias atingem mais rapidamente a bexiga provocando cistite, o tipo de infeção do trato urinário mais frequente. [1]

Sintomas

Os sintomas que estão associados à infeção urinária são o aumento da frequência urinária que pode estar associado a ardor ou dor durante a micção, urgência, dificuldade em iniciar a micção, pequenos volumes de urina e dor na parte inferior do abdómen e/ou dor na lombar. Pode ainda ocorrer, com menor frequência, cheiro desagradável e alteração da cor da urina, presença de sangue, febre, calafrios, náuseas e vómitos. [2]

Fatores de Risco

Alguns dos fatores de risco estão associados sobretudo ao género feminino devido ao menor comprimento e maior proximidade da uretra ao ânus, novo parceiro sexual, gravidez, incorreta higiene íntima, problemas morfológicos no trato urinário e histórico de infeção urinária prévia. [2]

Prevenir a infeção urinária

Existem várias medidas não farmacológicas descritas abaixo que ajudam a prevenir a infeção urinária.

Dieta

Ingerir bastante água ao longo do dia, contribui para aumentar a frequência urinária, o que permite eliminar as bactérias que podem causar infeção urinária. Para além, o seu médico ou farmacêutico podem recomendar a toma de prebióticos e/ou probióticos que podem ajudar a reduzir as recorrências da infeção urinária. [2] [3]

Higiene 

É aconselhada uma higienização com formulações líquidas, hipoalergénicas e com constituintes adequados à higiene íntima que ajudam a manter o pH característico; a limpeza deve ser efetuada de frente para trás, para que as bactérias que se encontram na região anal não passem para a uretra. Além disso, não é aconselhada a aplicação de óleos perfumados e desodorizantes na área genital. [2] [3]

Outros cuidados

Após a relação sexual é importante urinar, para além disso, determinados métodos de contraceção, como espermicida e diafragma facilitam a propagação de bacteriana, caso seja necessário deverá aconselhar-se com o seu médico. [2] [3]

   

Fontes Bibliográficas

[1]     S. Pereira, “Prevenção das Infeções Urinárias Recorrentes”, Sociedade Portuguesa de urologia, 2012.

[2]     F. J. B. B. A. P. D. Rodrigues, “Etiologia e sensibilidade bacteriana em infecções do tracto urinário,” 2010.

[3]     I. M. Aragón et al., “The Urinary Tract Microbiome in Health and Disease,” European Urology Focus, vol. 4, no. 1. Elsevier B.V., pp. 128–138, 01-Jan-2018.



Farmácia Central

A farmácia da Junqueira

252 624 626

252 617 674

geral@farmcentral.pt

Mantenha-se actualizado(a)

Siga-nos